ESDE VERÃO ONLINE 2022

A abordagem utilizada no ESDE Verão Online sensibiliza o olhar e o saber espírita, tornando esse olhar também uma “arte de observação da vida”.

A programação do CineEstudo Filosófico-Espírita, agora adaptada à plataforma online, possui uma metodologia própria, construída através da experiência adquirida nas atividades de estudos da Doutrina Espírita realizadas pelo ESDE TAREFEIROS.

Via de regra, segue-se uma certa sequência para facilitar o entendimento da proposta do ESDE Verão Online, bem como para promover, de uma forma descontraída, a integração dos participantes nos debates e reflexões que ocorrerão durante o transcorrer do filme. Para o filme SYBIL estão previstas três sessões de estudo, sendo uma por semana, às quintas-feiras à noite, com duração de uma hora e trinta minutos. Em cada sessão de estudo, assiste-se um trecho do filme, com um tempo determinado, quando são discutidas as principais questões identificadas pelos participantes e coordenadores dos debates.

De forma semelhante a um cine clube, os participantes são convidados a assistir,  discutir e refletir sobre o conteúdo ou mensagens das cenas do filme. São fornecidas orientações pela coordenação dos debates sobre os aspectos mais importantes que podem ser observados, tais como: diálogos, fotografia, história, música e imagens. A depender do desenrolar do enredo, haverá momentos em que é interrompida a projeção da película para discussão da temática proposta pelo diretor do filme. Após as conclusões parciais pois muitas vezes somente no final do filme poderá se obter uma visão mais abrangente e mais clara sobre a problemática existencial e dos relacionamentos humanos , retorna-se a assistir o filme, a partir de onde se parou.  E, assim, a cada sessão, a compreensão e reflexões doutrinárias espíritasvão se tornando mais fundamentadas e conclusivas.

Filme: SYBIL

Filme norte-americano de 1976, de Daniel Petrie, cineasta canadense

Abordagem temática do filme

  • SPM eMediunidade;
  • Animismo;
  • Alienação humana;
  • Reencarnação;
  • Vidas passadas;
  • Realidade espiritual;
  • Vontade;
  • Livre-arbítrio;
  • Possessão;
  • Histeria;
  • Memória;
  • Consciência espiritual;
  • Imortalidade da alma.

SYBIL

Reflexões espíritas sobre a síndrome da personalidade múltipla em relação à imortalidade da alma, destacando-se o pressuposto espírita da existência da alma como ser encarnado no corpo físico e as consequentes influências ou lembranças, na maioria das vezes, inconscientes de suas vivências em vidas passadas. "Somos todos espíritos imortais, sobreviventes, reencarnantes e eticamente responsáveis por atos, gestos, palavras e pensamentos." (Hermínio Correa de Miranda, O Estigma e os Enigmas - O Drama da Personalidade Múltipla)

Sinopse: O filme Sybil conta a história verídica da paciente psiquiátrica Sybil Isabel Dorsett, que sofria de Transtorno Dissociativo de Identidade (também conhecido como MPD – Multiple Personality Disorder ou Transtorno de Múltiplas Personalidades, e que passou a ser oficialmente chamado de DID - Dissociative Identity Disorder a partir de 1994). Ao longo do tratamento, foram identificadas 16 personalidades de Sybil (incluindo a personalidade atuante, e várias personalidades femininas e masculinas, de diversas idades). Após a morte de Sybil em 1998, sua verdadeira identidade foi revelada; ela era Shirley Ardell Mason, uma artista e professora de arte; o pseudônimo Sybil foi criado pela escritora Flora Schreiber e pela Dra Cornelia Wilbur para proteger a privacidade da paciente. Muito talentosa, Sybil pintava e desenhava em vários estilos diferentes; na verdade, cada personalidade tinha um estilo artístico próprio. Sua história foi contada em livro, escrito por Flora Rheta Schreiber e lançado em 1973; a autora foi convidada a escrever o livro pela Dra Wilbur, a psiquiatra de Sybil. Flora e Sybil conviveram por três anos durante o tratamento, e por muitos anos, como amigas, até a morte da escritora, em 1988. O livro foi aprovado pela paciente e pela psiquiatra, e tornou-se um sucesso de vendas logo após o lançamento. Em 1976, foi lançado um filme contando a história de Sybil, estrelado por Sally Field (Sybil) e Joanne Woodward (que já havia representado uma paciente com múltiplas personalidades em “As Três Faces de Eva”, de 1957, e aqui representou a psiquiatra, Dra Wilbur).

Fonte da Sinopse acima: http://grupodeestudojb10.blogspot.com/2011/07/trantorno-de-personalidade-dissociada.html

INSCRIÇÕES ABERTAS

DATAS:

20 e 27 de janeiro;03 e 10 de fevereiro de 2022 

HORÁRIO:

Todas as quintas-feiras, das 20:00 às 21:30 horas

COORDENADOR DO CINESTUDO FILOSÓFICO-ESPIRITA:

Adilson Gomes